Yona Friedman e o direito de compreender

Em cartaz no Memorial da Resistência de São Paulo, exposição "Democracia" apresenta obra do arquiteto, artista e sociólogo franco-húngaro, morto em 2020, com enfoque especial para a sua defesa dos direitos humanos e de uma linguagem acessível a todos

MAC USP e MAM-SP apresentam exposição conjunta “Zona da Mata”

Fruto de uma parceria entre as instituições, mostra lança luz às problemáticas latentes do Brasil e das relações entre cultura e natureza
Foto horizontal, colorida. Vista da exposição TRABALHADORES ILUSTRADOS, com curadoria de Chico Homem de Melo. Nas laterais esquerda e direita, painéis vermelhos trazem impressões de ilustrações de trabalhadores. Ao fundo, no centro, a ampliação, em cerca de dois metros e meio, da ilustração OPERÁRIO FABRIL de Odileia Toscano. À sua frente, uma mesa comprida, que leva o fotógrafo ao painel, traz os livros e revistas originais, de onde foram tiradas as ilustrações.

“Trabalhadores Ilustrados” no Sesc Santo Amaro; assista ao vídeo

Com um conjunto de ilustrações vindas da literatura, do jornalismo, da produção musical e de ensaios históricos, geográficos e sociológicos, Trabalhadores Ilustrados oferece um...
Foto horizontal, colorida. Vista da exposição MOTO-CONTÍNUO, de José Damasceno, na Estação Pinacoteca. Ao fundo, TRILHA SONORA, que com centenas de martelos pendurados em pregos na parede, cria a representação de montanhas. A frente, diversas colunas de estrutura do edifício. Entre elas, vê-se parcialmente duas obras de José Damasceno. À direita, SNOOKER, a esquerda obra mais baixa, no nível do chão.

José Damasceno e o sorriso da Mona Lisa

Dá um certo alívio em adentrar a mostra de José Damasceno, Moto-contínuo, na Estação Pinacoteca, em um contexto tão desfavorável, quando uma CPI descortina...

‘Pardo é Papel’ ou a grandeza épica de um povo em...

Apresentada no Instituto Tomie Ohtake após passar por Lyon, Porto Alegre e Rio, mostra de Maxwell Alexandre retrata com caráter grandioso, consagrador e histórico pessoas negras em situações do dia a dia 
Bem Me Quer, Mal Me Quer (2011), Sidney Amaral, exposta em VIVER ATÉ O FIM O QUE ME CABE - SIDNEY AMARAL: UMA APROXIMAÇÃO

Carta a Sidney Amaral

No contexto da realização da mostra “Viver até o fim o que me cabe! - Sidney Amaral: uma aproximação”, no Sesc Jundiaí, artista e curador Daniel Lima escreve uma correspondência direcionada ao artista paulistano, falecido em 2017
Museu da Língua Portuguesa: Visão geral da exposição "Língua Solta", em primeiro plano "Olha minha língua", de Alex dos Santos. Foto: Ciete Silverio / Divulgação.

As palavras no mundo das coisas 

Primeira mostra aberta no Museu da Língua Portuguesa, Língua Solta tem curadoria de Moacir dos Anjos e Fabiana Moraes e coloca em diálogo obras de arte contemporânea com objetos, cartazes e outros elementos da vida cotidiana
Retratos de Benta Maria, Antonio Dutra e Manuel do Sacramento por Igi Ayedun. Foto: Cortesia Companhia das Letras e Pinacoteca de São Paulo

Um livro de muitas mãos, mentes e vidas

Organizada por Flávio dos Santos Gomes, Jaime Lauriano e Lilia Schwarcz, Enciclopédia Negra confronta a historiografia que nega visibilidade às contribuições de pessoas negras; publicação se desdobra também em exposição na Pinacoteca
Foto horizontal, colorida. Vista da exposição PAÍSES ESPELHADOS. Em primeiro plano, esculturas de animais, algumas coloridas, em madeira, outras em palha. Ao fundo, mural com capulanas e tecidos de diversas regiões de Angola, Moçambique, Guiné Bissau, São Tomé e Principe, Cabo Verde e Brasil. Foto de Kazuo Kajihara.

“Países espelhados”, no Sesc Consolação, mostra encontros culturais entre Brasil e...

As tramas em palha de palmeira piaçava no litoral Norte da Bahia criam um diálogo claro com a cestaria feita no litoral Norte de...
Museu de Imagens do Inconsciente. Fernando Diniz, óleo sobre papel, 1953. Foto: Divulgação.

Museu de Imagens do Inconsciente inaugura mostra virtual coletiva

A exposição virtual “Três Artistas de Engenho de Dentro” será lançada no Dia Nacional da Luta Antimanicomial e conta com 90 obras de Adelina Gomes, Fernando Diniz e Octávio Ignácio