São Paulo, sua, nossa Pauliceia Desvairada, de José De Quadros Galeria Arte132, Av. Juriti 132 - Moema, São Paulo (SP)
[PRESENCIAL] Individual de José De Quadros busca evidenciar a realidade da capital longe das elites e enfatizar suas pluralidades, com obras repletas de elementos que remetem à periferia e ao entorno do ateliê do artista, localizado no Itaim Paulista, extremo leste da cidade. Por meio de pinturas e desenhos, José ressalta as minúcias do cotidiano, a arquitetura popular, varais, antenas de televisão e fios de alta tensão, uma alusão às questões sociais, políticas e culturais. São 40 obras expostas, que convidam o visitante a conhecer São Paulo a partir da narrativa de quem realmente está inserido na diversidade paulistana.

Funcionamento normal: segunda a sexta, das 14h às 19h. Sábados, das 11h às 17h
Início da mostra: 22 de janeiro
Fim da mostra: 5 de março
#Arte132, #José De Quadros
11:00 - 17:00
22/01/2022
Os pássaros de fogo levantarão voo novamente. As formas tecidas de Jacques Douchez e Norberto Nicola MAM, Parque Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral, s/n° - Vila Mariana, São Paulo - SP, 04094-000
[PRESENCIAL] A tridimensionalidade une os artistas Jacques Douchez e Norberto Nicola em exposição que propõe uma reaproximação póstuma entre os artistas. A partir de um conjunto de 26 obras em tapeçaria, 13 de cada artista, é possível um resgate dos laços profissionais e afetivos entre os dois amigos, que mantiveram o Atelier Douchez-Nicola, entre 1959 e 1980, mas que não expuseram mais em conjunto após desfazerem a sociedade.

Funcionamento normal: terça a domingo, das 10h às 18h 
Início da mostra: 16 de dezembro de 2021 
Fim da mostra: 13 de março de 2022
10:00 - 18:00
16/12/2021
A tensão Centro Cultural Banco do Brasil | Rio de Janeiro, R. Primeiro de Março, 66 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20010-000
[PRESENCIAL] Barco e elevador flutuantes, janelas para jardins imaginários e até uma piscina em que o visitante pode entrar de roupa e ficar submerso sem medo de se afogar fazem parte da nova mostra do argentino Leandro Erlich. O título  "A tensão" (e sonoramente ambíguo: quem não lê pode ouvir "atenção"), propõe um dos prováveis sentimentos diante das instalações do artista. Isso porque Erlich trabalha com referências que são, literalmente, "lugares-comuns", espaços que estamos acostumados a ver no dia a dia, mas deslocados da condição de normalidade.

Funcionamento normal: Quarta a segunda, 9h às 20h. O centro cultural fecha às às terças-feiras para manutenção
Início da mostra: 5 de janeiro de 2022
Fim da mostra: 7 de março de 2022
#CCBB, #Leandro Erlich
09:00 - 20:00
05/01/2022
[PRESENCIAL] Reunindo cerca de 250 obras de mais de 100 artistas, a mostra examina as várias maneiras pelas quais a indústria impacta a produção de artistas no Brasil desde o início do século passado, numa perspectiva inédita sobre os últimos 120 anos da história da arte brasileira. Por um lado, a máquina está associada à noção do próprio trabalho de arte como um aparelho, um constructo. Por outro, a máquina está ligada às fábricas, a esses locais símbolos da modernidade, com trabalhadores concentrados em linhas de montagem, maquinário pesado, produtos processados e de circulação em massa, e que, por tudo isso, definem parte significativa da vida moderna e contemporânea.

Funcionamento normal: quarta a segunda, das 10h às 19h
Início da mostra: 6 de novembro de 2021
Fim da mostra: 21 de fevereiro de 2021
10:00 - 18:00
06/01/2022
Ìyàmì – Nadia Taquary Galeria Paulo Darzé, Rua Dr. Chrysippo de Aguiar, 8 - Vitória, Salvador - BA
[PRESENCIAL] Imersa num sistema de saberes oriundo de Áfricas pré-coloniais que reverberam a partir da margem americana do atlântico, a artista Nadia Taquary propõe, como conceito central para a criação de sua poética, o “protagonismo do feminino preto” na construção e ordenação de mundos. Na exposição são apresentadas "obras que afirmam o poder mítico e ancestral do feminino responsável pela própria energia geradora da vida. A artista dá visibilidade a um repertório de apurados Ìtàns que revelam as divindades como o maior símbolo do poder feminino na cultura Nagô", escrevem Ayrson Heráclito e Thais Darzé.

Funcionamento normal: segunda a sexta, das 9h às 19h; sábados, das 9h às 13h
Início da mostra: 9 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 31 de janeiro de 2021
19:00 - 19:00
09/12/2021
MAR – Luiz Martins Galeria Base, Av. Nove de Julho, 5593 - Jardim Paulista, São Paulo
[PRESENCIAL] Composta pelas séries "Vestígios Primários", com trabalhos em técnica de têmpera acrílica, e "Mar", com obras que envolvem questões de sustentabilidade e preservação ambiental, "a exposição reúne uma produção que explora uma materialidade pictórica na técnica do desenho e da pintura, compostos por uma rugosidade e um gradil de formas, onde as cores transitam pelo ocre e nas escalas de preto e cinza, que dilatam conceitos etnográficos, antropológicos e políticos de um território marítimo, constituídos por uma fatura linguística e matérica, que são explorados pelo artista", diz a curadora Ana Paula Lopes.

Funcionamento normal: terça a sexta, das 11h às 19h; sábado, das 11h às 15h
Início da mostra: 11 de dezembro de 2021, às 12h
Fim da mostra: 5 de fevereiro de 2022
#Galeria Base, #luiz martins
11:00 - 15:00
11/12/2021
[PRESENCIAL] Reunindo cerca de 90 obras de clientes do Museu de Imagens do Inconsciente, ao lado de peças de Lygia Clark e Zé Carlos Garcia, fotografias de Alice Brill, Rogério Reis e Rafael Bqueer, vídeos de Leon Hirzsman e Tiago Sant'Ana e aquarelas e fotos de Carlos Vergara, a exposição valoriza a dimensão vanguardista e criativa de uma das maiores cientistas do Brasil, reconhecida internacionalmente. Ao buscar formas de acessar as camadas do inconsciente e criar um diálogo, através de ferramentas artísticas e com aplicações científicas, entre o inconsciente e a sua potente expressão em imagens, Nise reposicionou o entendimento de loucura na história da humanidade.

Funcionamento normal: quarta à segunda, das 10h às 22h, mediante agendamento prévio
Início da mostra: 8 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 28 de março de 2022
10:00 - 22:00
08/12/2021
Non Ducor, Duco Anexo LONA, Rua São Bento, 181 / 1° andar
No aniversário de São Paulo, a LONA Galeria abre ao público a mostra coletiva "Non Ducor, Duco", que reverencia a cidade em seus diferentes aspectos. Entre os artistas convidados, estão Eros di Nardi, Evandro Prado, Leo Sombra, Link Museu, Mirella Marino, Pio Figueiroa e Sueli Espicalquis. "Para homenagear e provocar a cidade que nos acostumamos a amar e odiar, elencamos artistas distintos que a reverenciam, seja nas paisagens, nos objetos, nos monumentos ou movimentos que ela mesmo inspira, protege e expurga", afirma Renato De Cara, curador da exposição. Além de abordar a dualidade da capital paulista, que é cheia de contrastes em questões sociais, étnicas, arquitetônicas e estéticas, a exposição apresenta uma grande diversidade de técnicas e plataformas", destaca Renato.

Funcionamento normal: quarta a sábado, das 13h às 18h
Início da mostra: 25 de janeiro de 2022
Fim da mostra: 12 de março de 2022
#LONA Galeria, #Non Ducor Duco
13:00 - 19:00
25/01/2022
Ideias – O Legado de Morandi Centro Cultural Banco do Brasil | Rio de Janeiro, R. Primeiro de Março, 66 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20010-000
[PRESENCIAL] Com uma investigação profunda da cor e da luz, Giorgio Morandi se dedicou à pintura de naturezas-mortas, especialmente de conjuntos de garrafas. Seu estilo ficou marcado por uma obra que reflete sobre o tempo e as relações produzidas pelo olhar. Esse universo é representado na exposição, que tem curadoria de Gianfranco Maraniello e Alberto Salvadori e reúne obras que vieram diretamente do Museo Morandi, localizado na cidade de Bolonha, na Itália. 

Funcionamento normal: de quarta a segunda, das 9h às 20h
Início da mostra: 15 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 21 de fevereiro de 2022
09:00 - 20:00
15/12/2021
O condensador de futuros – Lais Myrrha Pinacoteca, Praça da Luz. 2 11 3324-1000
A instalação inédita "O condensador de futuros", de Lais Myrrha, ocupa o Octógono da Pinacoteca. O trabalho, com curadoria de Ana Maria Maia, é constituído de uma grande estrutura côncava que o visitante, ao adentrar, poderá encarar de maneiras diversas: abrigo, armadilha, nave, fundo infinito, entre outros significados. A programação faz parte do Projeto Octógono Arte Contemporânea, que comissiona obras site especific para o local desde 2003.

Funcionamento normal: quarta a segunda, das 10h às 17h30; domingo das 10h às 18h
Início da mostra: 4 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 21 de fevereiro de 2022
#Lais Myrrha, #pinacoteca
10:00 - 18:00
04/12/2021
Quarantine Sesc Ipiranga, Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga
O Sesc Ipiranga exibe a mostra Quarantine, com obras de 31 artistas contemporâneos – de diferentes partes do Brasil – incorporadas ao Acervo Sesc de Arte a partir de iniciativa concebida como resposta aos impactos que o mundo passou a enfrentar diante da pandemia de Covid-19 e, em particular, no campo das artes visuais. Idealizado e coordenado por Cristiana Tejo, Julia Morelli, Lais Myrrha e Marilá Dardot, o projeto – que dá nome também à exposição no Sesc – estabeleceu uma espécie de cooperativa de artistas e disponibilizou suas obras a colecionadores.

Funcionamento normal: terça a sábado, das 10h às 20h; domingo das 10h às 18h
Início da mostra: 8 de novembro de 2021
Fim da mostra: 30 de abril de 2022
#Quarentine, #Sesc Ipiranga
10:00 - 19:00
08/12/2021
TUNGA: Conjunções Magnéticas Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149
[PRESENCIAL] Cerca de 300 obras – entre elas, algumas inéditas, outras raras e ainda aquelas somente vistas em coleções privadas – mostram a extensão e pluralidade da produção do artista. Com parceria do Instituto Tunga e curadoria de Paulo Venancio Filho, a exposição ocupa os três andares do espaço expositivo da instituição e se estende para o Instituto Tomie Ohtake, também um parceiro, que abrigará dois trabalhos de grandes dimensões.

Funcionamento normal: terça a domingo, das 11h às 19h
Início da mostra: 11 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 10 de abril de 2022
#Itaú Cultural, #tunga
11:00 - 19:00
11/12/2021
Ocupação Benjamim de Oliveira Itaú Cultural, Avenida Paulista, 149
[PRESENCIAL] Em homenagem ao célebre palhaço, que se tornou um dos mais importantes artistas e empreendedores circenses do Brasil, o Itaú Cultural realiza a Ocupação Benjamim de Oliveira. Ao acompanhar essa trajetória, a mostra resulta, ainda, em uma representação deste universo no Brasil, do final do século XIX ao começo do XX. Entre cerca de 120 peças, a mostra reúne jornais da época, fotografias, audiovisuais, objetos circenses originais, livros, documentos e fonogramas de músicas interpretadas por ele e por seus companheiros de composição, como Mário Pinheiro, Eduardo das Neves, Catulo da Paixão Cearense, Chiquinha Gonzaga e Paulina Sacramento.

Funcionamento normal: terças-feiras a domingo, das 11h às 19h
Início da mostra: 27 de novembro de 2021
Fim da mostra: 27 de fevereiro de 2022
#Benjamim de Oliveira, #Itaú Cultural
10:00 - 19:00
27/11/2021
Retratos Quilombolas Centro Cultural Vale do Maranhão, Av. Henrique Leal, 149 - Centro, São Luís - MA, 65010-160
[PRESENCIAL / VIRTUAL] Composta por 51 imagens produzidas pelas fotógrafas maranhenses Val Barros e Valdira Barros, que retratam recortes do cotidiano de quatro comunidades quilombolas no estado do Maranhão. "Apresentá-las aqui é uma forma de perpetuar esses momentos e, ao mesmo tempo, expressar gratidão por ter vivido e feito parte da história dessas comunidades que tanto nos ensinaram e continuam a nos ensinar através do seu exemplo de luta e resistência", explica Valdira Barros, ao que Val Barros complementa: "Sair da invisibilidade torna-se cada vez mais crucial em um momento de retrocesso das políticas públicas em relação às comunidades tradicionais brasileiras e as imagens fotográficas podem contribuir para isso".

Funcionamento normal: terça a sábado, das 10h às 13h e das 14h às 19h, exceto feriados
Início da mostra: 9 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 9 de abril de 2022
10:00 - 19:00
09/12/2021
arte_passagem Edifício Eiffel, Praça da República, 177 - Centro Histórico de São Paulo, São Paulo - SP
[PRESENCIAL] O projeto arte_passagem, apoiado pela plataforma Green Your City da Heineken®, apresenta ao público um recorte da obra de Leonilson, um dos principais nomes da arte contemporânea brasileira, estabelecendo um paralelo com Rafael RG, artista emergente de grande relevância na cena artística atual, que apresenta uma obra inédita e comissionada. Em contraponto a um conjunto de cinco adesivos de Leonilson exibidos ao redor da galeria-vitrine, um piano no centro do espaço materializa a pesquisa Vox Noturna, realizada por RG.

Funcionamento normal: segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h
Início da mostra: 14 de janeiro, a partir das 16h.
Fim da mostra: 26 de fevereiro, às 13h
16:00 - 15:00
14/01/2022
Antonio Parreiras: paisagens e marinhas MAC Niterói, Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem - Niterói, RJ
[PRESENCIAL] Com curadoria de Vanda Klabin, a mostra reúne 37 telas realizadas pelo pintor, entre 1887 e 1937, e celebra os 80 anos do Museu Antonio Parreiras. Sobre a obra de Parreiras, Klabin destaca a forte relação do artista com a paisagem: “Sua sensibilidade pictórica e o constante fascínio que a natureza observada de perto exerceram no seu vocabulário visual traduzem a sua contribuição inovadora para o universo da arte brasileira”.

Funcionamento normal: terça a domingo, das 10h às 18h
Início da mostra: 7 de janeiro de 2022, às 10h
Fim da mostra: 23 de janeiro de 2022, às 18h
#Antonio Parreiras, #MAC Niterói
10:00 - 18:00
07/01/2022
OSGEMEOS: Segredos Museu Oscar Niemeyer, Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico, Curitiba - Paraná
[PRESENCIAL] Mais de 850 itens, entre pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações d'OS GEMEOS compõem a exposição que ocupa todos os espaços expositivos da Torre e do Olho do MON. A mostra realizada em Curitiba é uma produção original da Pinacoteca de São Paulo em parceria com o MON, apresentada pela Copel e viabilizada pelo Governo do Estado do Paraná.

Funcionamento normal: terça a domingo, das 10h às 17h
Início da mostra: 18 de setembro de 2021
Fim da mostra: 3 de abril de 2022
12:00 - 17:00
18/09/2021
Touch – Regina Silveira Galeria Hugo França - Trancoso, Rodovia BA 001 s/n, próximo ao trevo Trancoso/Caraíva, Trancoso - Porto Seguro/BA - Brasil
[PRESENCIAL] A instalação site specific de Regina Silveira traz marcas de mãos agigantadas e recortadas em vinil ocupando mais de 200 metros quadrados e tem o objetivo de aguçar a percepção do espaço, fazendo as pessoas se questionarem sobre o que está fora de escala: as imagens ou os espectadores. A emblemática obra, que já passou por São Paulo, Argentina, Alemanha, Curitiba, Rio de Janeiro (Complexo da Maré) e Porto Alegre, chega, pela primeira vez, à Bahia por meio de uma parceria das galerias Bolsa de Arte e Luciana Brito, que representam a artista desde o início de suas atividades, e de Hugo França.

Funcionamento normal: Segunda a sábado, das 10h às 17h; domingos, mediante agendamento
Início da mostra: 11 de dezembro de 2021, às 10h
Fim da mostra: 13 de março de 2022, às 17h
10:00 - 17:00
11/12/2021
Era Uma vez o Moderno [1910-1944] Centro Cultural Fiesp, Avenida Paulista, 1313
[PRESENCIAL] Reunindo mais de 300 obras e documentos inéditos sobre a intimidade dos artistas e pensadores modernistas, a exposição é uma parceria do Centro Cultural Fiesp (CCF) e o Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo (IEB/USP), instituição que guarda o maior acervo sobre o modernismo no país. A mostra reúne diários, cartas, manuscritos, fotos e obras dos artistas e intelectuais que fizeram parte de diversas iniciativas em torno da implantação de uma arte moderna no Brasil, entre 1910 e 1944.

Funcionamento normal: Quarta a domingo, das 11h às 20h
Início da mostra: 10 de dezembro de 2021
Fim da mostra: 29 de maio de 2022
11:00 - 20:00
10/12/2021
O jogo da aurora Galeria Marilia Razuk, R. Jerônimo da Veiga, 131 - Itaim Bibi, São Paulo - SP, 04536-000
[PRESENCIAL] O movimento solar e os pontos cardeais conduzem a pesquisa da artista Mariana Serri sobre a origem de seu desejo em representar formas e cores, elementos sempre presentes em sua poética. O resultado desta investigação pode ser visto nas cerca de 40 pinturas da mostra individual que a artista exibe na Galeria Marília Razuk.

Funcionamento normal: Segunda a sexta, das 11 às 18h; sábados, das 11h às 16h
Início da mostra: 27 de novembro, 11h às 16h
Fim da mostra: 31 de janeiro de 2022, das 11h às 18h
11:00 - 18:00
27/11/2021
1 2 3