Color in Space and Time

Um ativista das cores

Falecido ao final de julho deste ano, o venezuelano Cruz-Diez ganha individual no Espaço Cultural Porto Seguro; mostra é a última que o artista ajudou a organizar e tem curadoria de Rodrigo Villela

Rio explicita conflitos do país

Sempre me pareceu contraditório que as condições da violência política e social no Brasil, especialmente os homicídios contra jovens e pobres trans, negros e...

Uma autobiogafia de Nazareth Pacheco na Galeria Kogan Amaro

Artista apresentou na exposição "Registros/Records" seu trabalho de memória feito ao longo da vida

A linguagem afro-brasileira e universal de Rubem Valentim

Exposições no Masp e na Caixa Cultural retomam caráter político e universo simbólico do artista baiano

Lucia Koch apresenta individual na Galeria Nara Roesler

Mostra pensada a partir de duas instalações principais, “Tumulto, Turbilhão” conta também com participação da Coletiva Balaiada Qualira
Foto horizontal, colorida. Obra MIL OLHOS, de Lia Chaia. Ao fundo, uma parede branca. Uma mulher branca, com os olhos fechados e os cabelos castanhos presos. A fotografia a enquadra dos ombros para cima. Tem os ombros nus. Sete fios vermelhos envolvem sua cabeça horizontalmente e de forma espaçada. O primeiro na linha do cabelo, os demais paralelos, cruzando o restante do rosto, sendo o último na altura de seu queixo. Penduradas nos fios, diversas peças redondas remetem a olhos, são brancas com um círculo castanho dentro e um círculo preto dentro deste, como se fossem íris e pupila. A obra é parte da exposição DIZER NÃO

Pode a arte dizer não?

Exposição "Dizer não" busca articular uma resposta crítica ao nosso contexto atual, enunciando conflitos por meio da arte

Obras de Adriana Varejão dialogam com a violência do passado colonial...

Exposição “Por uma Retórica Canibal”, no MAM-BA, apresenta trabalhos importantes produzidos pela artista carioca entre 1992 e 2016
O pavilhão da Bienal

Bienal de São Paulo dá início ao programa de itinerâncias da...

Belo Horizonte (MG), Campinas (SP), Vitória (ES), São José do Rio Preto (SP), Juiz de Fora (MG), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e Medellín (Colômbia) são as cidades confirmas até o momento

A arte da palavra na obra de Ana Teixeira

Com a exposição "É tarde, mas ainda temos tempo", no Centro Universitário Maria Antônia, a artista mostra uma antologia de obras que trazem a palavra como forma de tocar o outro

Vaivém: olhar histórico e lúdico sobre a identidade brasileira

Mostra que termina em São Paulo no dia 29 de julho aterrizará em Brasília no início de setembro