Wanda Pimentel, Sem título, série Envolvimento, 1968

No dia 14 de março, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM-Rio) inaugura exposições dedicadas à Wanda Pimentel e aos Irmãos Campana. As mostras se unem à individual de Ana Paula Oliveira, inaugurada em fevereiro, como as primeiras sob a nova gestão da instituição, com Fabio Szwarcwald na direção-geral.

Wanda Pimentel

Com 19 obras entre pinturas, serigrafias, objetos e desenhos de Wanda Pimentel, a exposição tem curadoria de Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes e homenageia a artista carioca – falecida em dezembro do ano passado -, conhecida por retratar elementos do cotidiano e o universo feminino, nos anos 1960 e 1970, em diálogo com a arte pop. Pimentel, um dos nomes fundamentais para a nova figuração brasileira da década de 1960, não é uma estranha ao MAM-Rio: ao longo de sua carreira, participou de mais de 20 coletivas no museu, onde também realizou uma individual em 2004.

Suas pinturas têm cores fortes e um tratamento mecânico onde a presença humana é indicada frequentemente por detalhes de corpos femininos, quase ausentes do quadro. Não à toa, parte da reavaliação do seu trabalho vêm dessa notável convergência com questões atuais da arte contemporânea, principalmente questões como a presença/ausência feminina. 

35 Revoluções: Irmãos Campana

Reunindo projetos inéditos e instalações, concebidos especialmente para o espaço, e uma ampla seleção de peças de design e esculturas feitas ao longo das últimas décadas, essa é a maior exposição já feita pela dupla em seus 35 anos de existência. A curadoria da retrospectiva fica a cargo da italiana Francesca Alfano Miglietti.

Cadeira Vermelha pelos Irmãos Campana
Cadeira Vermelha pelos Irmãos Campana

As obras de Humberto e Fernando Campana – mais de uma centena – ocupam cerca de 2 mil metros quadrados do segundo andar do MAM Rio. Os irmãos realizam um ambiente imersivo no qual se sobressaem questões marcantes de sua produção, como a capacidade de integrar referências artesanais e industriais, a ousadia formal e material, a inspiração pelo surrealismo e uma preocupação ambiental.

O Estúdio Campana foi criado em 1984 e se tornou reconhecido pelo design mobiliário e pela criação de peças intrigantes – como a cadeira Vermelha. Posteriormente, o estúdio abraçou outras áreas como arquitetura, paisagismo, cenografia e moda. Em 2009, fundaram o Instituto Campana, dedicado ao resgate de técnicas artesanais, ao desenvolvimento da inclusão social e à preservação de sua obra.


Serviço
Irmãos Campana e Wanda Pimentel
MAM Rio – Av. Infante Dom Henrique, 85 – Parque do Flamengo, Rio de Janeiro
14 de março a 12 de maio de 2020
R$14; estudantes maiores de 12 anos: R$7; a entrada é gratuita às quartas-feiras, nos outros dias pessoas maiores de 60 anos, amigos do MAM e crianças até 12 anos não pagam

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome