A Caipirinha e o Francês: Tarsila do Amaral e a devoração...

O crítico Tadeu Chiarelli aponta como o contato da artista brasileira com o trabalho do artista francês inspirou sua produção

Os desenhos de Tarsila em Itu e a jornada peculiar da...

Exposição "Estudos e Anotações" apresentará 203 obras na Fábrica de Arte Marcos Amaro, com curadoria de Aracy Amaral e Regina Teixeira de Barros

De Geiger a Sidney Amaral: o colapso do autorretrato continua

Artistas brasileiros representam corpos para além de um "selfie artístico", buscando reflexões longe da exploração da subjetividade burguesa

A obra de Anna Bella Geiger e o colapso do autorretrato...

Reflexões a partir do contato direto com a mostra individual "Brasil nativo, Brasil Alienígena", que ocupa o Masp e o Sesc Avenida Paulista

O doutor e os monumentos

Em 2020, a primeira maquete do "Monumento às Bandeiras", de Brecheret, completará 100 anos. A partir de uma tela de Almeida Jr., Tadeu Chiarelli expõe as demandas da burguesia paulistana para homenagear os bandeirantes, contrapondo-as aos novos posicionamentos contra os bandeirantes e o próprio Monumento

João Câmara e a “verdadeira” arte brasileira

Uma visita à exposição do artista no Museu Afro Brasil torna-se importante para todos aqueles que acreditam que a arte politizada deva ser mais política do que arte

Bakun e a vida das coisas

Em visita à exposição de Miguel Bakun na Galeria Simões de Assis, em São Paulo, Tadeu Chiarelli rememora seu primeiro contato com a obra do artista

Aproximações e distanciamentos entre J. Carlos e Mucha na avenida Paulista

Exposições simultâneas do artista brasileiro, no Instituto Moreira Salles, e do tcheco, no Centro Cultural Fiesp, permitem contato com questões fundamentais para as artes gráficas e para a sociedade desde o fim do século 19 até os dias de hoje

A resistência radical em “Fúria” e “Bacurau”

Em tempos de cólera, o espetáculo de dança e o filme proporcionam uma imersão em novos mundos

“Bacurau”, o cinema, o cinemão e a “videoarte”.

Para o curador e crítico Tadeu Chiarelli, apesar de bem-intencionado, "Bacurau" se mostra pretensioso e datado ao tentar sintetizar numa única peça a complexidade do país das últimas décadas