Imagem colorida. Alessandra Munduruku, uma das principais lideranças indígenas do Brasil, durante a II Marcha das Mulheres Indígenas: Reflorestamentos, Corpos e Corações para a cura da terra. Brasília, 2021. Foto: Edgar Kanaykõ Xakriabá

O penoso aprendizado dos museus

Ao voltar atrás em censura aos trabalhos do MST, Masp reconhece as encruzilhadas da realidade
O artista e curador da Bienal de Berlim, Kader Attia.

“Convido a uma reapropriação da atenção”

Em entrevista à arte!brasileiros, o artista francês Kader Attia, curador da 12a Bienal de Berlim, fala da importância de se criar diálogos entre as obras apresentadas na exposição de modo que o espectador construa narrativas, e assim abra seu pensamento; Ele também alerta para a manipulação da opinião pública exercida pelo capitalismo tecno-liberal nas redes sociais
Antonio Recalcati, Enrico Baj, Erró, Gianni Giancarlo Dova, Jean-Jacques Lebel, Roberto Crippa, "Grand tableau antifasciste collectif", 1960. Exposto na Bienal de Berlim

Berlim mapeia feridas do mundo

Bienal enxuta com 40 artistas, "Ainda Presente", com direção artística de Kader Attia, prioriza obras com caráter de denúncia

Mostras que se complementam

documenta e Bienais de Berlim e Veneza, apesar de trazerem concepções até contraditórias do estado da arte, fazem um panorama completo da produção atual

Editorial: Reativar a atenção

Leia o editorial da edição #59 da arte!brasileiros, por Patricia Rousseaux

Antropofagia versus modernismo

No contraponto entre os dois movimentos, é importante recuperar o debate em torno das artes visuais e a memória de Oswaldo Costa, importante crítico da cultura e da arte da segunda metade da década de 20, em São Paulo
Xul Solar, Grafia antica, 1939. Modernismo na América Hispânica

Modernismo na América Hispânica

Na América Latina a modernidade chega tardiamente sob a pressão do novo e com desejo de afirmação de uma nova estética. Na Europa o...

Colaboradores da edição #59

Veja quem são alguns dos colaboradores da edição #58 da arte!brasileiros

Primeira edição do Festival Imaginária leva fotolivros ao centro histórico de...

Até domingo (17), evento vai reunir mais de 30 expositores, abrigar exposições e promover debates e oficinas
Obra de Tatiana Blass exposta na individual "Reviravolta", na Galeria Millan. Foto: Divulgação

Tatiana Blass: no limiar da matéria e do vazio

O crítico de arte e curador Tadeu Chiarelli escreve sobre a nova exposição de Tatiana Blass, "Reviravolta", em cartaz na Galeria Millan
EnglishPortuguese