Colaboradores

ColaboradoresDa redação

Colaboradores

Colaboradores da edição #51 da ARTE!Brasileiros

Documento da perplexidade

Documento da perplexidadePor Patricia Rousseaux

Editorial

Leia o editorial da edição #51 da ARTE!Brasileiros

Uma Bienal de três anos

Uma Bienal de três anosPor Maria Hirszman

Bienais

Por conta da pandemia, 34ª edição da Bienal de São Paulo, que ocorreria no fim deste ano, é adiada para setembro de 2021; segundo o presidente da Fundação, José Olympio Pereira, iniciar a montagem nos próximos tempos colocaria muitas pessoas em risco

Tramas virtuais da arte na Bienal do Mercosul

Tramas virtuais da arte na Bienal do MercosulPor Maria Hirszman

Bienais

Edição online da mostra mescla recorte histórico e produção jovem, coloca arte negra e feminista no centro do debate e desafia os limites da quarentena

Somos todos responsáveis

Somos todos responsáveisPor Fabio Cypriano

Bienais

Bienal de Berlim e Manifesta, em Marselha, têm aberturas postergadas para setembro, mas conteúdos já giravam em torno de questões levantadas pelo mundo em pandemia

A arte em xeque: os desafios do virtual

A arte em xeque: os desafios do virtualPor Maria Hirszman

Arte na Pandemia

Ao inviabilizar a visitação aos espaços expositivos, a quarentena tornou obrigatória a busca por soluções alternativas de fruição

A roda que segue girando, agora pela internet

A roda que segue girando, agora pela internetPor Marcos Grinspum Ferraz

Reportagem

Feiras de arte tradicionais como Basel e Frieze, além de inéditas como Not Cancelled, movimentam as vendas das galerias brasileiras por meios virtuais e levantam discussões sobre o esgotamento de um modelo baseado em deslocamentos incessantes pelo globo

A gestão cultural no Brasil em tempos de pandemia e de ataque à cultura

A gestão cultural no Brasil em tempos de pandemia e de ataque à culturaPor Marcos Grinspum Ferraz

Gestão Cultural

Ao longo dos três primeiros meses do período de isolamento social no país, a ARTE!BRASILEIROS entrevistou cinco gestores de importantes instituições culturais para saber como estão lidando com o momento e o que é possível planejar para o futuro; leia os principais trechos das conversas com Danilo Miranda, Eduardo Saron, Jochen Volz, Ricardo Ohtake e Solange Farkas

O normal não era normal: Que museus queremos depois da pandemia?

O normal não era normal: Que museus queremos depois da pandemia?Por João Fernandes e Marcelo Araujo

Museus

É indispensável começar de novo, descolonizar o museu da sua condição servil da ideologia de um poder e de uma economia global, compreender como as narrativas que os museus protagonizavam, a forma como recebiam os seus públicos, na condição de meros consumidores, os desvirtuou e lhes roubou os desafios da contemporaneidade

Política, cultura e o cenário museal no país

Política, cultura e o cenário museal no paísPor Marcos Grinspum Ferraz

Museus

O curador João Fernandes, diretor artístico do Instituto Moreira Salles (IMS), e o museólogo Marcelo Araujo, diretor geral da instituição, falam sobre o trabalho do IMS no contexto da pandemia e sobre a política para os museus no Brasil

O grito que vem da arte

O grito que vem da artePor Leonor Amarante

Artistas na Pandemia

Em isolamento, artistas produzem sistematicamente como forma de resistência ao vírus e ao presidente

Chile: al aire, libre

Chile: al aire, librePor Patricia Rousseaux

Arte na Pandemia

Projeto de arte pública realizado no Chile, em meados de maio, reuniu mais de 70 artistas e coletivos que estiveram presentes em espaços suspensos e postergados durante o isolamento na pandemia

O que fazer com os monumentos de exaltação aos bandeirantes?

O que fazer com os monumentos de exaltação aos bandeirantes?Por Fabio Cypriano

Memória

Na esteira da revisão recente dos monumentos racistas ao redor do mundo, com casos marcantes na Inglaterra, Bélgica e EUA, é urgente discutir também o caso brasileiro

Fake News da colonização

Fake News da colonizaçãoPor Naiara Tukano

Monumentos

Os povos indígenas nunca fizeram monumentos, porque esta forma de ver o mundo através de homens heróis é uma fantasia criada pelo homem branco para vender seus produtos de guerra

Desconstruir a hegemonia branca nas artes brasileiras é uma ação efetiva de mudança

Desconstruir a hegemonia branca nas artes brasileiras é uma ação efetiva de mudançaPor Luciara Ribeiro

Colonização

Apesar de a produção nacional ser diversa em linguagens e autorias ainda mantemos em seu interior estruturas que naturalizam a predominância das autorias brancas e de origem ou descendência europeia

Retratando o invisível

Retratando o invisívelPor Miguel Groisman

Fotografia

No momento em que fotógrafos ao redor do globo se esforçam para fornecer profundidade à documentação da crise de Covid-19, a ARTE!BRASILEIROS apresenta uma série de imagens feitas nos últimos meses em diferentes países

Um país esgotado

Um país esgotadoPor Moacir dos Anjos

Cultura e Política

Para aqueles que reconhecem e sentem em seus corpos a gravidade da crise vivida no Brasil, em suas várias dimensões, é cada vez mais frequente sentir-se esgotado

Um registro historiográfico por Ana Maria Gonçalves

Um registro historiográfico por Ana Maria GonçalvesPor Miguel Groisman

Livro

Lançado em 2006, o livro "Um Defeito de Cor" é um clássico indispensável da literatura afrofeminista brasileira

Fale com a gente