ColaboradoresDa redação

Colaboradores

Colaboradores da edição #51 da ARTE!Brasileiros

Documento da perplexidadePor Patricia Rousseaux

Editorial

Leia o editorial da edição #51 da ARTE!Brasileiros

Uma Bienal de três anosPor Maria Hirszman

Bienais

Por conta da pandemia, 34ª edição da Bienal de São Paulo, que ocorreria no fim deste ano, é adiada para setembro de 2021; segundo o presidente da Fundação, José Olympio Pereira, iniciar a montagem nos próximos tempos colocaria muitas pessoas em risco

Tramas virtuais da arte na Bienal do MercosulPor Maria Hirszman

Bienais

Edição online da mostra mescla recorte histórico e produção jovem, coloca arte negra e feminista no centro do debate e desafia os limites da quarentena

Somos todos responsáveisPor Fabio Cypriano

Bienais

Bienal de Berlim e Manifesta, em Marselha, têm aberturas postergadas para setembro, mas conteúdos já giravam em torno de questões levantadas pelo mundo em pandemia

A arte em xeque: os desafios do virtualPor Maria Hirszman

Arte na Pandemia

Ao inviabilizar a visitação aos espaços expositivos, a quarentena tornou obrigatória a busca por soluções alternativas de fruição

A roda que segue girando, agora pela internetPor Marcos Grinspum Ferraz

Reportagem

Feiras de arte tradicionais como Basel e Frieze, além de inéditas como Not Cancelled, movimentam as vendas das galerias brasileiras por meios virtuais e levantam discussões sobre o esgotamento de um modelo baseado em deslocamentos incessantes pelo globo

A gestão cultural no Brasil em tempos de pandemia e de ataque à culturaPor Marcos Grinspum Ferraz

Gestão Cultural

Ao longo dos três primeiros meses do período de isolamento social no país, a ARTE!BRASILEIROS entrevistou cinco gestores de importantes instituições culturais para saber como estão lidando com o momento e o que é possível planejar para o futuro; leia os principais trechos das conversas com Danilo Miranda, Eduardo Saron, Jochen Volz, Ricardo Ohtake e Solange Farkas

O normal não era normal: Que museus queremos depois da pandemia?Por João Fernandes e Marcelo Araujo

Museus

É indispensável começar de novo, descolonizar o museu da sua condição servil da ideologia de um poder e de uma economia global, compreender como as narrativas que os museus protagonizavam, a forma como recebiam os seus públicos, na condição de meros consumidores, os desvirtuou e lhes roubou os desafios da contemporaneidade

Política, cultura e o cenário museal no paísPor Marcos Grinspum Ferraz

Museus

O curador João Fernandes, diretor artístico do Instituto Moreira Salles (IMS), e o museólogo Marcelo Araujo, diretor geral da instituição, falam sobre o trabalho do IMS no contexto da pandemia e sobre a política para os museus no Brasil

O grito que vem da artePor Leonor Amarante

Artistas na Pandemia

Em isolamento, artistas produzem sistematicamente como forma de resistência ao vírus e ao presidente

Chile: al aire, librePor Patricia Rousseaux

Arte na Pandemia

Projeto de arte pública realizado no Chile, em meados de maio, reuniu mais de 70 artistas e coletivos que estiveram presentes em espaços suspensos e postergados durante o isolamento na pandemia

O que fazer com os monumentos de exaltação aos bandeirantes?Por Fabio Cypriano

Memória

Na esteira da revisão recente dos monumentos racistas ao redor do mundo, com casos marcantes na Inglaterra, Bélgica e EUA, é urgente discutir também o caso brasileiro

Fake News da colonizaçãoPor Naiara Tukano

Monumentos

Os povos indígenas nunca fizeram monumentos, porque esta forma de ver o mundo através de homens heróis é uma fantasia criada pelo homem branco para vender seus produtos de guerra

Desconstruir a hegemonia branca nas artes brasileiras é uma ação efetiva de mudançaPor Luciara Ribeiro

Colonização

Apesar de a produção nacional ser diversa em linguagens e autorias ainda mantemos em seu interior estruturas que naturalizam a predominância das autorias brancas e de origem ou descendência europeia

Retratando o invisívelPor Miguel Groisman

Fotografia

No momento em que fotógrafos ao redor do globo se esforçam para fornecer profundidade à documentação da crise de Covid-19, a ARTE!BRASILEIROS apresenta uma série de imagens feitas nos últimos meses em diferentes países

Um país esgotadoPor Moacir dos Anjos

Cultura e Política

Para aqueles que reconhecem e sentem em seus corpos a gravidade da crise vivida no Brasil, em suas várias dimensões, é cada vez mais frequente sentir-se esgotado

Um registro historiográfico por Ana Maria GonçalvesPor Miguel Groisman

Livro

Lançado em 2006, o livro "Um Defeito de Cor" é um clássico indispensável da literatura afrofeminista brasileira

Fale com a gente