Com exposição de 203 obras de Tarsila do Amaral, instalação inédita sobre as tragédias de Mariana e Brumadinho e uma coletiva sobre a existência e as questões intrínsecas do ser, a Fábrica de Arte Marcos Amaro (FAMA Museu e Campo) reabre suas portas com novos protocolos de segurança e com seus espaços reformados e restaurados.

“Está sendo muito gratificante a reabertura. Ficamos nove meses fechados e tivemos muito trabalho para a reformulação e reapresentação do museu para o público, respeitando todas as normas e protocolos de segurança em função do Covid-19”, conta Marcos Amaro, presidente da instituição (leia nossa entrevista com o gestor cultural). A reabertura segue as orientações da Prefeitura da Estância Turística de Itu e as medidas de proteção, saúde e higiene estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e órgãos brasileiros de Saúde Pública.

Aqueles que visitam Itu e decidem por um passeio na FAMA podem apreciar Tarsila – Estudos e Anotações, exposição da artista modernista que reúne desenhos raros, esboços e estudos guardados da vista do público há mais de cinco décadas (leia a coluna de Tadeu Chiarelli sobre a exposição). Ao lado, Marcelo Moscheta ocupa uma das salas expositivas do museu com Rejeito, mostra resultado do prêmio FAMA Museu e Campo da 15ª SP-Arte (leia a reportagem), e a coletiva Ontologias reúne trabalhos de Amaro, Cabral e Kandro que investigam a própria existência.

Além das exposições é possível aproveitar as áreas externas, com os jardins e esculturas ao ar livre. “Esse é um espaço contemplativo para que as pessoas possam usufruir também um pouco da natureza dentro da Fábrica”, diz Amaro.

Assista ao vídeo e saiba mais: 

As visitas são feitas mediante agendamento, a ser feito no site da instituição (aqui) ou presencialmente. O ingresso para a FAMA Museu e Campo é gratuito, salvo a atual exposição Tarsila – Estudos e Anotações, cujo valor é de R$ 10,00 a inteira, R$ 5,00 a meia.

Inscreva-se em nossa newsletter

   

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome