Início Tags Ernesto neto

Tag: ernesto neto

O que visitar no Rio de Janeiro na semana da ArtRio?

Para os dias da feira, que abre no dia 8 de setembro, preparamos um roteiro de visitações em instituições e galerias com as principais mostras presenciais em cartaz na capital fluminense; confira

Galeria A Gentil Carioca abre filial em São Paulo

Aleta Valente, Ana Linnemann, Arjan Martins, Cabelo, Ernesto Neto, Jarbas Lopes, João Modé, José Bento, Laura Lima, Marcela Cantuária, Maria Laet, Maria Nepomuceno, Maxwell Alexandre, OPAVIVARÁ!, Renata Lucas, Rodrigo Torres e Vivian Caccuri. Esses...
Oficina Brennand. Foto: Fred Jordão / Divulgação.

Oficina Brennand oferece novas residências culturais

Com duas propostas diferentes, uma voltada a artistas e outra a educadores, o programa de residências do museu recifense integra uma programação maior que celebra seus 50 anos
Iole de Freitas, O outro, 1973-2019, impressão fotográfica. Uma das obras participantes da ArtRio 2020 pela EAV Parque Lage. Imagem: Divulgação.

Coleção “Amigo EAV” do Parque Lage participa da ArtRio 2020

Na feira, que acontece entre 14 e 18 de outubro, trabalhos doados por nomes como Antônio Dias, Cristiano Lenhardt, Ernesto Neto, Iole de Freitas, Laura Lima e Luiz Zerbini terão os valores das vendas revertidos para o programa público da instituição e para a cessão de bolsas de estudos a jovens periféricos
Art Basel Online

Cinco galerias brasileiras participam de versão online da Art Basel

Através das salas de visitação, A Gentil Carioca, Fortes D'Aloia & Gabriel, Mendes Wood DM, Bergamin & Gomide e Galeria Luisa Strina participam da edição virtual da feira, entre os dias 19 e 26 de junho

Vaivém: olhar histórico e lúdico sobre a identidade brasileira

Mostra que termina em São Paulo no dia 29 de julho aterrizará em Brasília no início de setembro
Ernesto Neto "Cura Bra Cura Te"

Mostra na Pinacoteca revela projeto indigenista de Ernesto Neto

"Poucos artistas conseguem atualizar a radicalidade da produção artística brasileira, onde o corpo fazia parte da obra, nos anos 1960 e 1970, como Neto", escreve Fabio Cypriano sobre a mostra "Sopro"