Após um mergulho no passado, em meio às lembranças afetivas, a artista Nazareth Pacheco emergiu dando vida a trabalhos inéditos, agora exibidos em Registros/Records, individual que estreia no sábado, 18 de maio, na Galeria Kogan Amaro.

A mostra reúne trabalhos que evidenciam sua produção artística dos últimos cinco anos, período em que Nazareth Pacheco viveu o luto de seus pais, figuras importantes em sua trajetória e formação, e algumas tantas intervenções cirúrgicas em seu corpo, decorrentes de um problema congênito que a acompanha desde a infância.

Na ocasião da abertura, a artista lança um livro que documenta seus mais de 30 anos de trajetória. Intitulada Nazareth Pacheco, a publicação foi idealizada pela artista e contou com a colaboração de colegas de longa data. O livro foi organizado por Regina Teixeira da Costa e contempla análises de autores de diversas gerações, como Ivo Mesquita, Marcus Lontra da Costa e Tadeu Chiarelli, além de críticas inéditas assinadas por Cauê Alves e Moacir Anjos.

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome