Estela Sokol, André Komatsu, Jonathas de Andrade, Marcelo Moscheta e Virginia de Medeiros. FOTOS: Divulgação

Foram anunciados nesta quarta-feira, dia 19, os cinco finalistas do Prêmio de Arte Marcos Amaro, realizado pela Fundação Marcos Amaro em parceria com a SP-Arte. Os escolhidos desta edição são André Komatsu (galeria Vermelho), Estela Sokol (Anita Schwartz Galeria de Arte), Jonathas de Andrade (galeria Vermelho), Marcelo Moscheta (galeria Vermelho) e Virginia de Medeiros (Galeria Nara Roesler).

O vencedor, que será anunciado no dia 4 de abril, durante a 15ª edição da SP-Arte, receberá uma premiação no valor de R$ 50 mil e terá mais R$ 45 mil para desenvolver um projeto inédito, a ser exposto na Fábrica de Arte Marcos Amaro (Itu, São Paulo) em 2020, paralelamente à 16ª edição da SP-Arte. A orientação do projeto ficará a cargo do curador Ricardo Resende e, posteriormente, o trabalho poderá ser incorporado ao acervo da Fundação Marcos Amaro.

Devido ao grande número de inscrições, 139 ao todo, com nomes de artistas consagrados e jovens talentos, o júri – composto por integrantes do conselho consultivo da Fábrica de Arte Marcos Amaro – não teve tarefa fácil na escolha dos finalistas. Os selecionadores Marcos Amaro, Ricardo Resende, Raquel Fayad, Aracy Amaral, Fábio Magalhães, Gilberto Salvador e Patricia Rousseaux (publisher da ARTE!Brasileiros) avaliaram com base no corpo da obra dos artistas e no projeto proposto para o acervo.

O Prêmio de Arte Marcos Amaro nasceu em 2017, durante a 13ª SP-Arte, a partir da proposta de valorizar e dar visibilidade para artistas brasileiros e estrangeiros. Ivan Grilo (Casa Triângulo) e Brígida Baltar (Galeria Nara Roesler) foram os premiados em 2017 e 2018, respectivamente.

 

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome