CCBB
Modelo do Templo de Debod na exposição "Egito Antigo - do Cotidiano à Eternidade". Foto: divulgação.

Em uma nova ação que começa nesta quinta-feira, 25 de junho, as visitas virtuais online às mostras do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) somam-se ao programa #CCBBEducativoEmCasa, que vem trazendo conteúdos produzidos por artistas e arte-educadores para toda a família, especialmente as crianças, em seus lares.

No site do CCBB é possível acessar os conteúdos como as Historietas, as lições em libras e as atividades do Lugar de Criação, que geralmente ocorre aos finais de semana nas sedes do Centro Cultural e, como o restante da programação, também foi para a web. No site é possível conferir também as visitas patrimoniais pelos prédios dos quatro centros. São duas visitas patrimoniais por sede, sendo que as primeiras já estão no ar e as outras estão previstas para as próximas semanas.

A novidade agora são as visitas mediadas, uma oportunidade para aqueles que não conseguiram ir – antes do início do distanciamento social – ou para quem deseja ver novamente as exposições, que continuam em cartaz nas quatro unidades do CCBB, mas com acesso presencial suspenso.

Em Belo Horizonte, Vaivém apresenta mais de 300 obras que representam as redes de dormir na cultura e arte brasileiras. Através de obras produzidas por artistas indígenas e não indígenas – do século XVI até os dias de hoje -, a exposição traz reflexões sobre identidades brasileiras partindo desse símbolo cultural, um fruto da tradição ameríndia que foi preservado em nossos modos e costumes.

CCBB
“Beyond Memory” de Chiharu Shiota. Foto: Sunhi Mang.

A artista multidisciplinar japonesa Chiharu Shiota apresenta cerca de 70 obras na exposição Linhas da Vida, no CCBB Brasília. A mostra é dividida em cinco núcleos e reúne trabalhos que datam do início da carreira de Shiota até algumas instalações inéditas. Seu trabalho é conhecido por ser realizado em contextos específicos e em grande escala, frequentemente compostos por emaranhados de linhas.

Também haverá um passeio guiado pela exposição Ivan Serpa – A Expressão do Concreto, em cartaz no CCBB Rio de Janeiro. Na mostra, é possível conhecer grande parte do repertório de experimentações do artista, que não se limitou a uma única linguagem e nem a fazer arte explorando um conjunto de materiais tradicionais. São pinturas, colagens, desenhos, objetos e gravuras diversas entre si.

Por fim, Egito Antigo – do Cotidiano à Eternidade, exposição do CCBB São Paulo, percorre a história do Egito Antigo através de 140 peças vindas do Museu Egípcio do Turim. O acervo do museu é considerado o segundo maior do mundo em arte egípcia. Além das esculturas, pinturas, e objetos cotidianos, também estão expostos os ostracons (fragmentos de cerâmica ou pedra usados para escrever mensagens oficiais), sarcófagos e múmias (humanas e de animais). A exibição se divide em três seções – vida, religião e eternidade – que ilustram o cotidiano das pessoas do vale do Nilo, revelam características do politeísmo egípcio e abordam suas práticas funerárias.

As ações do programa CCBB Educativo – Arte e Educação, foram desenvolvidas pelo JA.CA Centro de Arte e Tecnologia, de 2018 a abril de 2020. Relembre matéria sobre o JA.CA que está na edição #50 da arte!brasileiros.

Inscreva-se em nossa newsletter

   

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome