Num jogo entre o que está visível e invisível, implícito e explícito, Ausente Manifesto: ver e imaginar na arte contemporânea se constrói. Em cartaz no Sesc Mogi das Cruzes, a mostra dá início ao programa de exposições da nova unidade e inaugura parceria entre o Sesc São Paulo e o Museu de Arte Moderna da cidade (MAM-SP).

Com curadoria de Cauê Alves e Pedro Nery, respectivamente curador-chefe e museólogo do MAM-SP, “a mostra trata da natureza simbólica que uma coleção [de arte] é capaz de abrigar. Obras metalinguísticas que abrem acesso ao problema central do acervo de um museu, e da própria produção contemporânea, que está empenhada em diluir as divisas das linguagens e da separação com o mundo exterior enfrentando problemas conceituais e da consciência do que é fazer arte. Algumas obras discutem objetivamente o problema proposto, evidenciando justamente o que não está presente ao espectador, remontando ao que está invisível e que pode ser imaginado”, comentam os curadores.

Como explica Alves, Ausente Manifesto busca “mostrar o quanto se manifesta aquilo que está ali de modo invisível, silencioso, ausente no interior de uma obra de arte. Não de modo direto, objetivo ou escancarado, mas como uma camada que pode ser desvelada”.

A exposição reúne 35 obras do acervo do MAM-SP. Entre desenhos, instalações, vídeos, fotografias e representações encontramos trabalhos de artistas como Adriana Varejão, Anna Bella GeigerCarlito Carvalhosa, Coletivo Garapa, Efrain Almeida, José Damasceno, Lenora de Barros, Rivane Neuenschwander, entre muitos outros.

A arte!brasileiros visitou a mostra e conversou com os curadores e com o coordenador de programação do Sesc Mogi das Cruzes, Leonardo Borges. Assista ao vídeo:

Ausente Manifesto fica em cartaz no Sesc Mogi das Cruzes até 20 de fevereiro de 2022 e pode ser visitada gratuitamente mediante apresentação de comprovante vacinal. É obrigatória a utilização de máscara durante toda a visita e a medição de temperatura dos visitantes na entrada da unidade. A parceria com o MAM-SP prevê itinerância da exposição, que ao longo do próximo ano deve ocupar outras unidades do Sesc SP.

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome