Início Buscar

Marcio Seligmann-Silva - resultados da busca

Se você não gostou dos resultados, por favor, faça outra pesquisa
Cena do filme SARS (2003), de Liu Wei. Foto: Cortesia Videobrasil.

Acervo Comentado VB: Liu Wei por Márcio Seligmann-Silva

Obra do cineasta chinês compara o poder do vírus da Sars, pneumonia que se alastrou a partir do sul da China e infectou milhares em 2003, ao da mídia chinesa. Comparando a epidemia de Sars à da Covid-19, Seligmann-Silva reflete sobre as relações entre arte e política

Decolonial, des-outrização: imaginando uma política pós-nacional e instituidora de novas subjetividades (2ª parte)

A partir de discussão levantada por Bonaventure Soh Bejeng Ndikung na circunstância da 21a Bienal Sesc_VideoBrasil, Márcio Seligmann-Silva reflete sobre as questões colonial e pós-colonial; leia a segunda parte do texto
"DAS AVÓS", 2019, videoinstalação de Rosana Paulino. Foto: Videobrasil.

Decolonial, des-outrização: imaginando uma política pós-nacional e instituidora de novas subjetividades (1ª parte)

A partir de discussão levantada por Bonaventure Soh Bejeng Ndikung na circunstância da 21a Bienal Sesc_VideoBrasil, Márcio Seligmann-Silva reflete sobre as questões colonial e pós-colonial, extremamente relevantes no atual contexto global; texto será publicado em duas partes

Construir paraquedas coloridos? Corona e os sonhos para além do apocalipse e da redenção

Márcio Seligmann-Silva comenta o novo livro de Krenak e a situação de isolamento em tempos de pandemia e barbárie necropolítica, propondo leituras de Kopenawa, Benjamin e Celan

No Martins denuncia a arquitetura de violência e o racismo em individual em Londres

Composta por dez obras, cinco delas inéditas, Social Signs marca a primeira exposição individual do artista brasileiro no Reino Unido, junto da Galeria Jack Bell; na mostra, as questões sociais que marcam o trabalho do paulistano permanecem centrais
Antônio Pitanga em Casa de Antiguidades, selecionado pelo Festival de Cannes

Antônio Pitanga volta a Cannes com filme que debate racismo

"Casa de Antiguidades" espelha um Brasil que está perdido no tempo, com cara dos anos 70, segundo diretor João Paulo Miranda; ainda em Cannes, Steve McQueen é selecionado duplamente por antologia dedicada às vidas negras