Obra de Giorgio de Chirico, de 1941. FOTO: Divulgação

A Casa Roberto Marinho, localizada no tradicional bairro do Cosme Velho, no Rio, apresenta até outubro a mostra . Com cerca de 150 obras e curadoria de Lauro Cavalcanti, a exposição apresenta peças da plural coleção do empresário e jornalista carioca que dá nome à casa, morto em 2003.

Pinturas, esculturas, aquarelas, litogravuras, serigrafias e tapeçarias compõem a mostra com obras de artistas de diferentes épocas, entre eles Jean-Baptiste Debret, Giovanni Battista Castagneto, Marc Chagall, Salvador Dalí, Fernand Léger, Maria Helena Vieira da Silva, George Mathieu e Jean Cocteau.

Estrangeiros que adotaram o Brasil como lar também foram incluídos na exposição. Lasar Segall, Tomie Ohtake, Franz Weissmann, Frans Krajcberg, Yutaka Toyota, Joaquim Tenreiro, Maria Polo, Manabu Mabe e Roberto Moriconi são alguns deles.

Simultaneamente, a Casa Roberto Marinho apresenta a mostra Djanira: A Memória de seu Povo, produzida em parceria com o MASP. Com curadoria de Rodrigo Moura e Isabella Rjeille, a exposição expõe o trabalho de Djanira da Motta e Silva, uma das mais importantes pintoras modernistas brasileiras.

Estrangeiros na Coleção Roberto Marinho
Instituto Casa Roberto Marinho – Rua Cosme Velho, 1105
De 19 de junho a 27 de outubro

Cadastre-se na nossa newsletter

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome