Com bandeiras hasteadas na fachada, Galeria Jaqueline Martins estreia o Four Flags São Paulo

Projeto concebido em interlocução com curadores holandeses apresenta e comercializa bandeiras criadas por artistas convidados, com todo o valor das vendas destinado aos autores

Projeto do artista Thomaz Rosa, que inaugura o Four Flags São Paulo. Foto: Divulgação

Em uma iniciativa pensada para os tempos de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus, a Galeria Jaqueline Martins apresenta a partir desta quarta-feira, 22 de abril, o projeto Four Flags 2020 São Paulo. Duas vezes por semana, bandeiras concebidas por artistas convidados serão hasteadas na fachada da galeria paulistana. Todas as bandeiras são produzidas em edição de 4 + 1 P.A e o valor de venda (R$ 800) será integralmente destinado aos artistas participantes.

Já em atividade em Amsterdam – em projeto capitaneado pelos curadores Julia Mullié e Nick Terra -, o Four Flags parte do desejo de desenvolver meios de estímulo à prática artística durante a quarentena, sendo também “uma oportunidade de gerar receita para que artistas do nosso circuito continuem produzindo”, segundo texto de apresentação do projeto.

Primeira bandeira hasteada na fachada da galeria. Foto: Divulgação.

O primeiro artista a expor sua bandeira na Jaqueline Martins é o paulista Thomaz Rosa. Os próximos confirmados são Ana Mazzei, Pedro França e Cibelle Cavalli Bastos. “Esperamos que iniciativas como esta possam ser encaradas não como soluções temporárias em decorrência do momento atual, mas como oportunidades para refletirmos mais profundamente sobre a maneira com que exposições e projetos culturais ocupam os espaços institucionais ao redor do mundo”, diz o texto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here