"Myxomatosis", Solon Ribeiro. Foto: Divulgação.

A curadora Rosely Nakagawa Matuck [1] comenta o vídeo “Myxomatosis” (2008), do artista cearense Solon Ribeiro (Crato-CE, 1956) [2], exibido no 19º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil (São Paulo, 2015). Na obra, alguns fotogramas de filmes são projetados nas dependências de um matadouro; juntamente com a ação do artista, vísceras expostas, sangue e carne alteram a dinâmica do espaço, provocando um embate entre contextos. “Esses fotogramas que ele projeta no cenário de um matadouro começam a adquirir um tom de crítica, principalmente porque ele recebe imagens projetadas de atrizes do cinema, uma conexão com a indústria cinematográfica, esse mundo industrializado que vai moendo pessoas, personagens e ideias”, comenta a curadora.

Confira abaixo:

Sobre o Acervo Comentado:

Acervo Comentado Videobrasil é uma parceria entre arte!brasileiros e a Associação Cultural Videobrasil. A cada 15 dias publicamos, em nossa plataforma e em nossas redes sociais, uma parte de seu importante acervo de obras, reunido em mais de 30 anos de trajetória.

Este projeto contribui para “redescobrir e relacionar obras do acervo Videobrasil, e vertentes temáticas, na voz de críticos, curadores e pensadores iluminando questões contemporâneas urgentes”, afirma Farkas.

Videobrasil

A instituição foi criada em 1991, por Solange Farkas, fruto do desejo de acolher um acervo crescente de obras e publicações, que vem sendo reunido a partir da primeira edição do Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil (ainda Festival Videobrasil, em 1983). Desde sua criação, a associação trabalha sistematicamente no sentido de ativar essa coleção, que reúne obras do chamado Sul geopolítico do mundo – América Latina, África, Leste Europeu, Ásia e Oriente Médio –, especialmente clássicos da videoarte, produções próprias e uma vasta coleção de publicações sobre arte.


[1]Rosely Nakagawa Matuck é curadora independente, graduada em Arquitetura pela FAU/USP com especialização em Museologia pela mesma universidade. Como curadora independente, realiza mostras e edições de livros de fotógrafos brasileiros e estrangeiros, atuando em diversos estados brasileiros, especialmente no Norte e Nordeste, assim como no exterior.  Em 1970 criou a primeira galeria de Fotografia de São Paulo, a Galeria FOTOPTICA,  ao lado de Thomaz Farkas. Coordenou a Casa da Fotografia FUJI Brasil e foi curadora das galerias Fnac. Colaborou com diversos Festivais de Imagem e Fotografia, como a Bienal Videobrasil, Fotoempauta, Solar Festival Internacional, Prêmio Diário Contemporâneo entre outros.
[2] Solon Ribeiro é artista, curador e professor, graduado em arte e comunicação com especialização em fotografia pela L’École Superieure des Arts Decoratifs, Paris, em 1991. Atua na investigação de cruzamentos entre a fotografia, o cinema, a cenografia, a instalação e a performance. Através da recontextualização de imagens e fotogramas cinematográficos oriundos de montagens narrativas, o artista problematiza o estatuto do arquivo a fim de desmontar sua relação íntima com o passado. Com o intuito de liberar a imagem a novas formas e significações, procura explorar seus aspectos mágicos e metafísicos.

Inscreva-se em nossa newsletter

   

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome