ool
Arte gráfica de divulgação da primeira edição da CASA-ESCOLA. Foto: Divulgação

A Casa do Povo acaba de lançar a CASA-ESCOLA, programa pedagógico concebido pela instituição paulistana junto aos vários coletivos que a habitam. Intitulada Ool – nome inspirado em texto de Ursula K. Le Guin traduzido pela revista Presente -, a primeira edição do programa imersivo, com duração de 5 meses, foi desenvolvida pela Casa em parceria com a artista e educadora Luiza Crosman. As inscrições para o programa (que passarão por uma seleção) podem ser realizadas até segunda-feira, dia 5 de julho.   

Segundo o texto de apresentação de Ool: “O objetivo do programa é encontrar pessoas que já estejam envolvidas com práticas coletivas que tangenciam as artes, e que, de alguma forma, procuram afinar o seu fazer coletivo. Ao longo dos meses de programação, a CASA-ESCOLA pretende funcionar como espaço de aprendizado comum, onde os participantes possam trocar ferramentas, usar a Casa do Povo (e suas redes) e desenhar seus próprios percursos formativos, sejam eles individuais ou coletivos”. A apresentação destaca, ainda, que o programa tem como objetivo fomentar projetos coletivos, sedimentação de redes e o compartilhamento de metodologias e protocolos de ação sistêmica.

Assim como a maioria das atividades da instituição – criada nos anos 1940 por judeus progressistas no Bom Retiro e que, após um período de crise, viveu intensa retomada na última década -, a ideia do novo programa é a de um fazer conjunto, onde o diálogo e os processos ganham grande relevância. A proposta é, também, de discutir pensamentos e ações que tenham resultados concretos de melhoria na vida das pessoas: “Se uma escola da Casa do Povo é um modo de colocar a memória em ação, ela precisa ser elaborada também como espaço de ação; em outras palavras, ela precisa ser uma escola de ativismo, ativando memórias, corpos, ancestralidades e conhecimentos para atuar no presente”, explica o texto do curso.

Cozinha Aberta
“Cozinha Aberta”, 2019, ação do coletivo Universidad Desconocida na fachada da Casa Do Povo. Foto: Laura Viana

Destacamos mais alguns trechos do texto: “Ool irá abordar questões acerca da ideia de coletividade sob uma perspectiva contemporânea: quais os significados da coletividade hoje e como praticá-la. O tema parte do reconhecimento de que, atualmente, a forma como nos agrupamos não é mais a mesma. Redes sociais, plataformas, nacionalismos e a pandemia, ressignificam o que é estar junto, criar junto, atacar junto, resistir junto etc. Além disso, o assimétrico risco climático nos impele a reinventar a relação entre o humano e o planeta, o que nos leva a igualmente repensar o que é o humanismo. Esses são pontos que exigem uma reformulação tanto no imaginário da coletividade quanto nas infraestruturas que a tornam possível. Durante o programa iremos explorar formatos poéticos e pragmáticos de ação, compreendendo tanto propostas de ações ativistas quanto a criação de novas ficções.”

“Por meio de oficinas com convidades, investigaremos perguntas que dão contornos mais complexos à ideia de coletividade. Que formas de vida pública o espaço físico e o ambiente digital nos possibilitam? Que formas de economia podemos experimentar a fim de não só expandir a distribuição de recursos financeiros, mas também fomentar ecossistemas complexos e sustentáveis? Como pensar a cidade a partir da interseção entre cultura e pontos específicos de infraestrutura social, política e tecnológica? Como pensar a gestão do tempo coletivo entre ação e contemplação? Quais são os diferentes formatos de ação e de narrativa necessários para dar conta das formas de organização na interseção entre arte, política e tecnologia?”

Ool se divide em dois grupos, entre agosto de 2021 e junho de 2022. Cada grupo terá a duração de 5 meses e contará com a participação de três tutores (Guilherme Marcondes, Alice Noujaim e Amara Moira) e 10 oficinas online. Os participantes terão acesso também a uma verba destinada para as ações coletivas do grupo. Saiba mais detalhes e acesse a ficha de inscrição aqui.

Inscreva-se em nossa newsletter

   

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome