Sala de vídeo: Zahy Guajajara
12:00 27 de agosto de 2021 to 18:00 28 de novembro de 2021

[PRESENCIAL] Com curadoria de Adriano Pedrosa, a mostra apresenta dois trabalhos de Zahy Guajajara: Aiku’è (R-existo) e Pytuhem: Uma carta em defesa dos guardiões da floresta. Zahy Guajajara é uma mulher indígena, multiartista, nascida na aldeia Colônia, na reserva indígena Cana Brava, no Maranhão. Filha da pajé Elzira, e de Seu Quinca, mestiço. Do povo Tenetehara-Guajajara, tem o Ze’eng eté, dialeto do tronco tupi-guarani, como sua primeira língua. Em 2010, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde tornou-se atriz e ativista. Na cidade, ela foi uma das líderes da aldeia Maracanã, ocupada de 2006 a 2013 por indígenas que reivindicavam a revitalização e o reconhecimento histórico do prédio onde havia sido o Museu do Índio.

Funcionamento: Terça, das 10h às 18h; quarta a sexta, das 12h às 18h; sábado e domingo, das 10h às 18h. O MASP tem entrada gratuita às terças-feiras e nas primeiras quartas-feiras de cada mês. Agendamento online obrigatório pelo link masp.org.br/ingressos

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome

EnglishPortuguese