O Canto do Bode
11:00 to 20:00 - 29 de junho de 2021
[PRESENCIAL] Fortes D'Aloia & Gabriel, Galeria Luisa Strina e Sé apresentam O Canto do Bode, exposição colaborativa na Fundação da Herdade da Comporta, em Portugal. As três galerias brasileiras ocupam o espaço do antigo cinema no edifício histórico da Casa da Cultura, para uma mostra que se inspira na dicotomia clássica entre o dionisíaco e o apolíneo - abordada por Friedrich Nietzsche em O Nascimento da Tragédia - e procura lançar uma nova luz ao tema a partir de uma perspectiva contemporânea e pós-colonial. Celebrando a tradição brasileira, os dois deuses gregos são acompanhados pelos orixás afro-brasileiros Exu e Oxalufã. Com um display expositivo concebido pelo artista João Maria Gusmão, O Canto do Bode acontece em dois atos, como uma peça teatral, assim como as cenas se desdobram simultaneamente em três meta-espaços: a plateia, o palco e os bastidores. O primeiro ato acontece de 29 de junho a 25 de julho, e o segundo, de 29 de julho a 29 de agosto. A exposição traz obras de Leonor Antunes, Juan Araujo, Tonico Lemos Auad, Anderson Borba, Pedro Victor Brandão, Panmela Castro, Alexandre da Cunha, Caetano de Almeida, Edu de Barros, Arnaldo de Melo, Marcius Galan, Fernanda Gomes, João Maria Gusmão, João Maria Gusmão + Pedro Paiva, Sheroanawe Hakihiiwe, Daniel Fagus Kairoz, Lucia Laguna, Kim Lim, Laura Lima, João Loureiro, Manata Laudares, Robert Mapplethorpe, Cildo Meireles, Ernesto Neto, Rivane Neuenschwander, Dalton Paula, Jorge Queiroz, Marina Rheingantz, Marina Saleme, Julião Sarmento, Rebecca Sharp, max wíllà moraes, Janaina Tschäpe, Erika Verzutti, Luiz Zerbini e Michel Zózimo. Funcionamento: terça a sábado, de 11h às 13h e de 17h às 21h; domingo, de 11h às 13h e de 17h às 20h

Share our event

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome