Homens Trabalhando
10:00 14 de abril de 2021 to 23:00 6 de junho de 2021

[VIRTUAL] Revisitar a história, entender o que o Brasil conseguiu construir com a fotografia a partir dos modernistas e desfazer a ideia de que o artista não pode trabalhar em outras áreas. Foram estes os pontos de partida para a exposição "Homens Trabalhando", pensada por Iatã Cannabrava para iniciar a Almeida e Dale na fotografia. Esta será a primeira mostra voltada somente para fotografia na galeria, que participou das últimas duas edições da SP-Foto, em 2019 com uma seleção de fotos de Jean Manzon, e no ano passado já com os fotoclubistas e uma seleção de fotos dos grandes mestres da figura humana, com fotos de Irving Penn, Man Ray, Robert Mapplethorpe, Pierre Verger, Diane Arbus entre outros.

Para a montagem, foram selecionadas 55 imagens que datam de 1946 a 1985 e resgatam esse período da história da a arte no Brasil em que o movimento modernista se desenvolveu em grande escala como o mais transformador que a fotografia teve em sua forma. A troca entre culturas e idiomas se deu com intensidade e mais de 20 línguas eram faladas entre os integrantes dos clubes, entre eles o Foto Cine Clube Bandeirante, mais importante grupo paulistano que completou 80 anos e mantinha diálogo com a produção artística de países como Índia, Bélgica, Dinamarca, Canadá, Estados Unidos e Cuba, entre tantos.

Ao todo 35 fotógrafos compõem a mostra, entre eles, José Oiticica, Barbara Mors, José Yalenti, Eduardo Ayrosa, Maria Cecilia Agostinelli e Eduardo Salvatore. São registros de operários em grupo, nas ruas, em cima de construções, solitários, carregando ferramentas, caminhando, de dia e de noite, e o progresso em símbolos como fios elétricos, trilhos de trens, fachadas de lojas e calçadas cheias. "Naquele canto perdido nos confins da América do Sul, na periferia de uma economia periférica, esse modo de crescimento acelerado, sustentado pela expansão cafeeira, transformou não só a cidade, mas também as bases sobre as quais ela se assentava, dando início a um prolongado ciclo de crescimento que iria transformá-la em uma grande metrópole, que influenciaria decisivamente o desenvolvimento futuro do país", conclui Iatã Cannabrava.

Clique aqui para acessar

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome