Entrelinhas
10:00 1 de junho de 2021 to 18:30 30 de junho de 2021
[PRESENCIAL] Exposição na Galeria Mapa resgata a importância da obra de Tito de Alencastro. O artista teve uma carreira de êxitos como dramaturgo, ator, cantor e cenógrafo bissextos, mosaicista, desenhista, gravador e, claro, pintor. A preparação de seu trabalho se inicia em 1956, quando ingressou na Escola Nacional de Belas Artes (ENBA), no Rio de Janeiro, tendo bons nomes como orientadores (Abelardo Zaluar, Quirino Campofiorito e Santa Rosa, entre outros). Depois estudou a técnica dos mosaicos, com José Moraes e gravura em metal com Johnny Friedlaender. A partir de 1961 passou a morar em São Paulo. O figurativismo, de matriz pós-moderna, marca suas primeiras obras, que seguem depois o caminho de um abstracionismo geometrizante, que resulta numa síntese de poucos e fundamentais traços mais no final de sua produção. A obra é bastante equilibrada, de cores sóbrias, e o artista evita múltiplos nuances. As composições são de grande equilíbrio. Algumas vezes múltiplas variantes de uma mesma cor marcam e uniformizam as telas, quase nunca de grandes dimensões. O colecionador Ladi Biezus – que empresta algumas telas para esta exposição – lembra como grande prazer os vários domingos que Tito organizava em seu ateliê, em companhia de outros amigos, e onde as conversas eram sobre arte e cultura, verdadeiras tertúlias de interesses, livres de academicismos. A exposição terá cerca de 20 obras expostas, numa antologia que não privilegia períodos ou fases. Mas será um grande prazer rever o trabalho desse artista, às vezes ausentes de exposições, mas sempre de renovado interesse e importância. De segunda a sexta-feira, das 10h às 18h30. sábados somente sob agendamento  

Share our event

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome

Fale com a gente