Arqueologias no presente
11:00 27 de novembro de 2021 to 15:00 29 de janeiro de 2022

[PRESENCIAL] Com curadoria do Núcleo Curatorial Nara Roesler e assessoria de Luis Pérez-Oramas, a mostra estabelece um diálogo entre as obras de Cao Guimarães e Manoela Medeiros. A articulação entre os trabalhos faz coexistir produções que habitam diferentes disciplinas. Guimarães trabalha com a captação do acontecimento (poético, acidental, natural), através de imagens fotográficas e cinematográficas, enquanto Medeiros volta-se para a produção intencional do acontecimento material nas tipologias da pintura e do espaço expositivo.

Os trabalhos de Cao Guimarães são obras expandidas, estabelecidas no trânsito entre a película, a partir do uso de Super-8, o vídeo e a fotografia. Por meio de um olhar atencioso e afetuoso, sua obra constrói um inventário poético de momentos variados e visualmente marcantes da vida cotidiana, que expande a ideia e o vocabulário da forma documental.

Manoela Medeiros apresenta seus trabalhos pela primeira vez na Nara Roesler, marcando o início de sua representação pela Galeria. Em sua prática, Medeiros investiga a ambivalência entre os atos de construir e destruir, escavando superfícies, como as paredes do espaço expositivo, para trazer à tona as diferentes cores e materiais que ali foram aplicados e que permaneciam esquecidos. Medeiros visa refundar nossa experiência temporal ao expor, simultaneamente, as sucessivas camadas de uma edificação, cada qual portadora da memória do momento em que foi aplicada.

A captação do acontecimento acidental na obra já referencial de Cao Guimarães e a exploração dos efeitos de duração sobre as materialidades artísticas de Medeiros – tais como o quadro e a galeria –, colidem e coincidem como formas poéticas de uma arqueologia no presente.

Funcionamento normal: Segunda a sexta, de 10h às 19h; sábado, de 11h às 15h
Início da mostra: 27 de novembro de 2021, das 11h às 17h
Fim da mostra: 29 de janeiro de 2022, das 11h às 15h

Deixe um comentário

Por favor, escreva um comentário
Por favor, escreva seu nome